Cédulas de dinheiro do Brasil

As cédulas de dinheiro do Brasil foram aprimorando-se e de acordo com o tempo e a situação econômica do país no mundo em questão.

cédulas antigasDesde que surgiram, os primeiros modos de comercialização no mundo aprimoram-se cada vez mais. Antigamente, quando as moedas e cédulas de dinheiro ainda não foram criadas, a troca de mercadorias e o pagamento eram efetuados através de produtos avaliados como preciosos, como a prata, o sal e mais tarde descoberto, o ouro.

Desde que foram criadas as primeiras moedas e cédulas de dinheiro pelos gregos, cada país e região do mundo aderiram aos diferentes tipos de moeda utilizada para economia local. No Brasil, a principal moeda de circulação é o real, porém, foram muitas modificações e fases para chegar até esta forma atual de economia.

História das cédulas de dinheiro no Brasil

Assim que os colonizadores portugueses iniciaram o processo de colonização, eles viram a necessidade de criar um objeto que serviria como troca de mercadorias e compras. Sendo assim, utilizaram alguns produtos, como açúcar, sal, pau-brasil e nos processos de escravização, utilizavam os índios, e negros como pagamento de mercadoria.

Porém, com o tempo, era necessário criar algum tipo de cédula ou moeda que pudesse representar um valor fixo para as mercadorias. Com isso, foram surgindo as primeiras moedas de bronze e prata e após isto, as primeiras cédulas de dinheiro no Brasil.

tostão moeda

Todas as cédulas do Brasil

Ao chegar ao Brasil, as primeiras moedas e cédulas de dinheiro logo passaram por modificações. Foram várias fases até chegarmos ao real, que é a moeda utilizada no Brasil.

1500 Tostão

Logo que chegaram às terras tupiniquins, os portugueses encontraram os índios em uma economia de subsistência, ou seja, os produtos para sobrevivência eram fabricados e não eram comercializados. Vendo isto, os colonizadores começaram a comercializar os produtos e as moedas de trocas eram fabricadas a partir do ouro e cobre e eram chamadas de tostão, cruzado, são-Vicente, vintém e português.

1833 Real

Moeda usada no período colonial até 1833. Era conhecido popularmente por Réis, o plural do Real português utilizado na compra e venda dos principais produtos portugueses.

1942 Mil Réis

A moeda de mil réis possuiu a sua circulação intensa a partir do Segundo Império, em 1834 até 1942, quando foi substituído pelo Cruzeiro.

1967 Cruzeiro

O Cruzeiro foi uma das cédulas de dinheiro no Brasil que entrou em circulação a partir da Segunda Guerra, quando o mundo sofreu uma grande inflação desde 1943 até 1967.

1970 Cruzeiro Novo

Desde 1968 até 1970 o poder de compra do Cruzeiro diminuiu consequente da inflação e tornou-se o Cruzeiro Novo, com três zeros cortados de seu valor.

1986 Cruzeiro

Desde 1970 até 1986, o antigo Cruzeiro Novo voltou a chamar-se Cruzeiro e o símbolo utilizado era o Cr$.

1989 Cruzado

Em 1986 até 1989, a moeda Cruzado entra em vigor e os três zeros existentes no Cruzeiro são excluídos.

1990 Cruzado Novo

No começo de 1989, foi criado o Plano Verão, onde o congelamento dos preços e a origem do Cruzado Novo ficaram em evidência até 1990.

1993 Cruzeiro

Em 1990 o presidente Collor bloqueou as aplicações de dinheiro do país e a cédula de dinheiro voltou a ser chamada de Cruzeiro até 1993.

1994 Cruzeiro Real

Em 1993 o Brasil e o mundo passaram por uma inflação de 3.700%, quando a moeda em vigor passou a ser chamada de Cruzeiro real, até 1994.

Real

Desde 1994 até os dias atuais, a cédula de dinheiro é conhecida como Real e foi implantada pelo presidente do Brasil em 1994, Itamar Franco.

todas as cédulas antigas

As cédulas de dinheiro do Brasil foram aprimorando-se com o tempo e possuíam valores diferentes de acordo com a economia presente na época.

Saiba mais sobre dinheiro

02/10/08 por Talita

   



Mais informações por email

Comentar