Dificuldades de aprendizagem na Educação Infantil

Dificuldade na aprendizagem nem sempre é falta de atenção: o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade atinge 6% das crianças.

garotinho estudandoTodas as crianças têm capacidade e gostam de aprender. Quando a vontade de estudar não vai muito bem, é preciso pensar em quais motivos levam a criança a esse desinteresse, e as dificuldades encontradas no processo de aprendizagem são as principais causas para este acontecimento. Estas dificuldades podem aparecer de diversas formas, como dificuldade na escrita, na leitura, na fala, no conhecimento lógico-matemático, na interpretação e na significação das informações adquiridas entre outros fatores. Para diagnosticar e tratar esses problemas, vários profissionais ligados à educação infantil devem trabalhar juntos para que a dificuldade seja tratada e o desenvolvimento escolar ocorra de forma tranquila e natural.

As causas das dificuldades de aprendizado infantil, na maioria das vezes, são fisiológicas, mas podem ser também psicológicas. A criança deve ser avaliada para descobrir se possui algum distúrbio ou transtorno psicológico. Muitas dificuldades no aprendizado são decorrentes de problemas no período de gestação e nos primeiros anos de vida.

O principal transtorno causador de muitos obstáculos no aprendizado na educação infantil é o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Este é um problema de saúde mental que tem a desatenção, agitação e impulsividade como principais características e causa não só problemas escolares como também sociais e emocionais. Existem, porém, muitos outros fatores que precisam ser considerados para que uma criança seja diagnosticada com esse transtorno. Alguns estudos têm demonstrado que 3 a 6% da população de crianças de 7 a 14 anos apresentam TDAH.

Dificuldades de aprendizagem na leitura e escrita

garotinho com livro

Os problemas de aprendizado na leitura e na escrita são causados por diferentes distúrbios da aprendizagem e causam sérios prejuízos ao desenvolvimento escolar da criança. Os principais distúrbios são:

Dislalia: distúrbio da fala. A criança dislálica tem dificuldade em pronunciar as palavras, distorce fonemas, diminui ou acrescenta fonemas ou troca um fonema por outro. É necessário analisar as condições físicas dos órgãos responsáveis pela fala e pela audição.

Disgrafia: distúrbio da escrita. A criança disgráfica possui alteração na escrita devido a problemas na percepção e na coordenação motora. Os movimentos da escrita são comprometidos e os traços são imprecisos, incontrolados e desorganizados.

Disortografia: escrita com muitos erros ortográficos. A criança apresenta troca de grafemas, falta de vontade para escrever, dificuldade de perceber pontuações, acentuações e parágrafos e faz erradamente a junção e separação das palavras. A causa pode ser atraso de linguagem ou disfunção neurológica.

Dislexia: distúrbio da leitura, escrita e soletração ao mesmo tempo. A criança disléxica sempre apresentará dificuldades na linguagem e na escrita, na ortografia, na leitura e ao escrever. Crianças com menos de 7 anos apresentam indícios de comportamento disléxico pela dispersão exagerada, atraso na fala, fraco desenvolvimento da coordenação motora, dificuldade com quebra cabeça e falta de interesse por livros. A dislexia é hereditária e apresenta alterações neurológicas. Pesquisas indicam que entre 5% e 17% da população mundial é disléxica.

Dificuldades de aprendizagem na matemática

crianças fazendo conta

A matemática é considerada a grande vilã no aprendizado infantil, pois exige rigidez e precisão dos resultados e significados. A dificuldade no aprendizado da matemática é conhecida pelo nome de Discalculia, e a criança com esse distúrbio tem problemas na habilidade de compreender, identificar e utilizar os símbolos matemáticos. Isso afeta tanto as atividades de cálculo e de conhecimento lógico matemático como o reconhecimento dos números. Esse problema de aprendizado pode estar associado a vários outros e sua causa pode ser hereditária, mas não está relacionado com problemas de visão ou de audição.

Existem diferentes tipos de discalculia:

Mais sobre Dificuldades de aprendizagem na Educação Infantil

Discalculia léxica: dificuldade na leitura de símbolos matemáticos;

Discalculia gráfica: dificuldade na escrita de símbolos matemáticos;

Discalculia verbal: dificuldade em nomear quantidades matemáticas, números, termos e símbolos;

Discalculia operacional: dificuldade em resolver operações e cálculos numéricos;

Dificuldade de aprendizagem infantil: o que fazer?

garoto com a mão na cabeça

Hoje em dia são muitas as opções de profissionais de diversas áreas capacitados para diagnosticar e tratar as dificuldades de aprendizado. É importante que os pais e professores estejam alertas e acompanhem o desenvolvimento escolar da criança com muita atenção, pois um distúrbio ou transtorno identificado no início do processo de aprendizado tem muito mais chances de ser tratado rapidamente do que se estiver em estágio avançado.

É  preciso que as primeiras observações venham dos pais e professores. Em seguida, eles podem contar com profissionais como médicos, psicopedagogos, psicólogos, fonoaudiólogos e outros, dependendo da especificação do problema apresentado pela criança. Estes profissionais farão análises e testes para que se tenha um diagnóstico e a partir daí possam elaborar as estratégias, atividades e os acompanhamentos para o tratamento da dificuldade.

Quer saber mais sobre dificuldade de aprendizagem infantil? Veja o vídeo do professor Roberto Andersen no Instituto Univérsico de Pesquisa e Educação.

Saiba mais sobre ensino:




Talita
03/09/13

Mais informações por email.

Comentar sobre Dificuldades de aprendizagem na Educação Infantil

Destaque

Cursos técnicos profissionalizantes SENAI e SEBRAE

Cursos técnicos profissionalizantes SENAI e SEBRAE